História da Moda

Desde o começo, os Seres Humanos se cobriam com peles de animais para se proteger do tempo, e com o passar dos anos isso foi mudando. Podemos dizer que a Moda em si surgiu no século XV quando na Idade Média surge o padrão de vestimentas para os nobres. Quem era da nobreza vestia tecidos especiais e caros, e para se diferenciarem dos demais fizeram leis para que somente eles pudessem fazer uso desses tecidos. Os que eram burgueses, no caso os ricos que não era nobres, passaram a obrigar costureiros a fazerem roupas com tecidos diferentes, porém com ar nobre para poderem se diferenciar também.
Mas as mulheres ainda eram limitadas a roupas sob medida – Tipo vestidos longos com espartilhos e enchimentas nas saias, véu nos chapéis e sapatos cobertos.
Mas com o surgimento da Revolução Industrial, os tecidos caíram os preços e ficaram mais acessíveis. As máquinas de costura evoluíram-se e o trabalho manual ficou mais fácil. Foi quando surgiu a alta costura.
Na década de 20 conhecemos grandes estilistas como Jacques Doucet apresentando as ligas rendadas, Coco Chanel que criou a moda dos cortes retos, cabelos curtos, capas, blazers femininos e Jean Patou com a moda desportiva.
Nos anos 30 o desporte ficou mais conhecido surgindo os shorts, os óculos que eram usados pelos astros de Hollywood e as saias e vestidos ficaram com cortes retos e as bolsas passaram a ter couro.

moda anos 30
Estilo de roupa anos 30/Reprodução/Pinterest


Em 1940 com a Segunda Guerra Mundial, o estilo mudou. As saias encurtaram-se, as calças compridas ficaram mais práticas e os sapatos começaram a ser fabricados em grande quantidade sendo utilizado materiais sintéticos no lugar do couro.

imagem calças femininas cigarretes anos 50
Calça feminina anos 40/Reprodução/ Flores da Modéstia


Mas em 1950 foi o auge! foi quando a moda foi democratizada. Com o fim da guerra, a mulher se tornou mais fashion e independente. A indústria de cosmético passou a ter importância e as saias e vestidos passaram a ser rodados, as calças cigarretes e o cinema trouxe a moda badboy. Com o fim dessa década, a moda passou a ser parte do dia a dia. Surgiu o salto agulha e o acrílico nos sapatos que foi uma novidade.

imagem saias rodadas anos 50
Saias anos 50/Reprodução Pinterest
Imagem de badboys anos 50
Badboys dos anos 50/Reprodução/Pinterest


Com o passar dos anos, principalmente a partir dos anos 2000, a moda tornou-se versátil. As lifestyle passaram a ser usadas para estilos diferentes e a moda contemporânea virou febre. Os desfiles de moda tornaram-se popular e hoje eles simbolizam o futuro. No Brasil tivemos como uma das maiores referências no mundo da moda Gisele Bündchen. Ela desfilou nas maiores passarelas do mundo por 20 anos e, até hoje depois de aposentada ainda é uma formadora de opinião no mundo da moda.

Imagem da modelo Gisele bündchen
Gisele Bündchen/Reprodução/Purepeople

Temos também a Lili Veloso, nossa parceira que está em Paris acompanhando o Fashion Week para trazer para nós as novidades do próximo ano, as chamadas tendências e várias outras. Isso porque os desfiles mais famosos são os Fashion Weeks em Nova Iorque, Londres, Milão e Paris, que trazem as maiores tendências para todos os estilos. Hoje, temos diversas lifestyles como a tradicional, contemporânea, fashion, indie, rock e várias outras. Moda é costume, um estilo de vida; É representar uma cultura. Moda é contar uma história. E nós da magnífica, estamos sempre contando histórias e fazendo parte da história!

Imagem da blogueira Lili Veloso
Lili Veloso/Reprodução/Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *